Mariana Duccini publica artigo na revista Alceu, da PUC-Rio

O novo número da revista Alceu – Comunicação, Cultura e Política, da PUC-Rio, traz um artigo de Mariana Duccini, pesquisadora do MidiAto. “O personagem mira o dispositivo: investimentos subjetivos em ‘Santo forte’ e ‘A falta que me faz'” é o nome do trabalho da investigadora, que mostra como os documentários “Santo forte” (1999), de Eduardo Coutinho [veja trecho abaixo], e “A falta que me faz” (2009), de Marília Rocha, “fundamentam-se em uma retirada estética dos realizadores para garantir o espaço à construção, pelos personagens, de suas formas de inscrição nos filmes”.

Segundo Duccini, “é na contrapartida dessa estratégia enunciativa que buscamos pensar o lugar do personagem em uma relação de crença ou descrença quanto ao estatuto do documentário. Essa modulação dá a ver as formas como os personagens se investem na narrativa – e dela se autoinvestem – reordenando nos relatos suas estratégias de negociação com o mundo sensível, já que dele não se desvencilham quando chegam ao filme”.

O artigo está disponível online.

Referências

DUCCINI, Mariana. “O personagem mira o dispositivo: investimentos subjetivos em ‘Santo forte’ e ‘A falta que me faz”. Alceu, Rio de Janeiro, v. 14, n. 27. jul./dez. 2013. 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s