RuMoRes: a regionalidade nas minisséries é o tema de Felipe Muanis

Felipe de Castro Muanis, professor do Departamento de Cinema e Vídeo da Universidade Federal Fluminense UFF, assina o artigo Identidades e regionalização nas minisséries brasileiras, que faz parte da nova edição da revista RuMoRes, publicação de responsabilidade do MidiAto.

A partir das minisséries O canto da sereia, Natália e A pedra do reino [vídeo abaixo], o texto discute “a necessidade de se regionalizar a produção de minisséries brasileiras para que haja uma reconstituição identitária real, que reflita a pluralidade brasileira e não apenas a da região Sudeste, e para que seja possível uma produção e recepção multilateral”. O autor afirma ainda que “a teledramaturgia brasileira deveria buscar a regionalização ao invés de reproduzir estereótipos e separar regiões de fachada e de fundo”.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s