“Leituras do Jornalismo” traz artigos de pesquisadores do MidiAto

homepageImage_pt_BRA última edição de “Leituras do Jornalismo”, revista vinculada ao curso de jornalismo da FAAC (Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação), da Unesp, tem dois textos de investigadores do MidiAto. Ivan Paganotti, doutorando na ECA/USP, assina Proibição promocional: censura como marca de distinção no jornalismo, em que explora “casos de autoproclamada censura de O Estado de S. Paulo e da revista Caras, avaliando como a proibição desses veículos pode ser usada na sua própria promoção por meio de uma valorização fetichista da censura como marca de distinção midiática”.

Seane Alves Melo, mestranda na ECA/USP e membro do MidiAto, escreveu, em parceria com Lieli Loures Malard Monteiro, também mestranda na ECA. O texto Os mitos sobreviventes de Watergate e suas implicações no jornalismo investigativo atual reflete “se a análise de alguns mitos do jornalismo investigativo pode alargar a compreensão sobre o que ele é”. Para isso, as investigadoras, analisam “a cobertura de uma investigação no Brasil e seus efeitos”.

O número completo da revista pode ser lido aqui.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s