Renata Costa defende tese sobre periódicos científicos na ECA/USP

DSC01602A pesquisadora do MidiAto Renata Carvalho da Costa defendeu tese de doutorado no último dia 19, no Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação da ECA/USP. Com o título “Pesquisadores brasileiros em periódicos científicos de ciências da comunicação”, o trabalho investigou  quem é o autor brasileiro nos cinco periódicos científicos brasileiros mais bem classificados dessa área.

Sob a orientação de Sandra Reimão (ao centro, na foto), da ECA/USP, a tese foi avaliada, em banca, pelos docentes José Luiz Proença e Maria Immacolata Vassallo de Lopes, também da ECA/USP, Marli dos Santos, da Universidade Metodista de São Paulo, e Gisela Castro, da ESPM-SP (da dir. p/a esq.).

Leia abaixo o resumo do trabalho, que ainda não está disponível online:

O estudo tem por objetivo principal descrever o perfil do pesquisador brasileiro que publica nos periódicos científicos da área de Ciências da Comunicação. Consideramos como pesquisador brasileiro aquele inserido no sistema acadêmico e de pesquisa do país, independentemente de seu local de nascimento.

O corpus é composto pelos cinco periódicos científicos brasileiros mais bem classificados dessa área, ou seja, aqueles que compõem o estrato A2, segundo o WebQualis triênio 2010-2012, sistema de avaliação de periódicos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). São eles: E-Compós, Revista da Famecos, Galáxia, Revista da Intercom e MATRIZes. Foram estudados artigos de todas as edições publicadas entre os anos 2000 e 2012. Os periódicos tiveram seus artigos analisados por meio dos títulos, autores, titularidade e filiação acadêmica desses, palavras-chave e referências bibliográficas.

A partir dessa listagem, traçou-se o perfil mais recorrente do pesquisador que publica nos periódicos A2, levando-se em conta titularidade, universidade e tema dos artigos, a partir das palavras-chave e título. Pode-se afirmar, dessa maneira, que o perfil predominante é feminino, com título de doutor, sendo a maioria dos artigos publicada por pesquisadores da Universidade de São Paulo sobre estudo dos meios (midialogia). Por trás da pesquisa empírica, o objeto teórico é a epistemologia das Ciências da Comunicação, considerando o conceito de campo científico segundo Bourdieu e levando em conta para o funcionamento e institucionalização deste as questões colocadas pela sociologia da Ciência.

Quanto às referências bibliográficas, podemos destacar que os autores europeus, em especial os franceses, constituem a maioria das citações feitas pelos autores brasileiros nos periódicos do corpus, porém são poucas as obras recorrentes nas referências bibliográficas, o que, por um lado, significa que os pesquisadores têm citado novos autores e obras, mas o dado também aponta para a falta de unidade da área de Comunicação em torno de nomes e obras fundadoras e referenciais.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s