Investigadores do MidiAto apresentam trabalhos na Socine; saiba mais

Este slideshow necessita de JavaScript.

A última edição do encontro da Socine (Sociedade Brasileira de Estudos de Cinema e Audiovisual), ocorrido em Fortaleza (CE), no começo deste mês, teve a presença de quatro investigadores do MidiAto, que apresentaram parte de suas pesquisas. Os textos ainda não estão disponíveis online.

Rosana de Lima Soares, professora da ECA e uma das líderes do MidiAto, participou do Seminário temático Gêneros cinematográficos: História, teoria e análise de filmes. Com o trabalho “Novos realismos no cinema e na televisão: visibilidades intertextuais”, Rosana trouxe a proposta de estudar discursos das mídias de caráter realista – documentário e jornalismo – para estabelecer uma análise contrastiva entre eles. A professora, em seu texto, diz que “o estabelecimento das fronteiras entre fato e relato se faz no tensionamento dessas posições, estabelecendo novos realismos e alargando os limites entre ‘referencialidade’ e “ficcionalidade’ em narrativas audiovisuais, contribuindo para a reflexão sobre o estatuto da imagem na contemporaneidade”.

“A singularidade suplementada: Homem comum, de Carlos Nader” foi o trabalho trazido pela professora e doutora Mariana Duccini Junqueira da Silva. No resumo de seu texto, ela diz: ” Engendrado pelo encontro intersubjetivo e pela duração compartilhada que se converte na experiência do filme, o documentário pode acolher as expressões do homem comum em uma perspectiva alheia às fixações em um tipo ou à conversão do ordinário em transcendente”. Assim, ela propõe uma análise do filme Homem comum, “com o intuito de percorrer estratégias que, se a um turno reconhecem uma singularidade não-determinista ao personagem, por outro suplementam seus gestos, recobrindo-os com o matiz do extraordinário”.

Daniele Gross, doutoranda na ECA/USP, apresentou o trabalho “Díspares ou semelhantes? O feminino representado em Antônia e Suburbia”, na sessão Cinema e gênero. Na pesquisa, ela faz uma análise sobre a representação do feminino na teledramaturgia nacional, por meio de estudo comparativo entre dois programas (Antônia e Suburbia, ambos apresentados pela Rede Globo) e a mulher enunciada em seus discursos. A pesquisa também tenta responder se a mulher carregada nesses programas é um simulacro da sociedade em que estamos instaurados, ou se apresenta um perfil diferente do padrão hegemônico estabelecido.

Também doutorando na ECA, Felipe da Silva Polydoro trouxe o texto “Flagrantes de junho: uma análise do documentário Com vandalismo”. O pesquisador faz uma análise comparativa do documentário (que tematiza os protestos de rua no Brasil tendo como cenário a cidade de Fortaleza), com vídeos digitais anônimos produzidos durante o mesmo acontecimento. Nesse estudo, ele debate temas como a urgência das imagens; o efeito de real que transmite a sensação de presença sem ocultar o dispositivo de filmagem; e a posição de contradiscurso em relação às narrativas hegemônicas.

Pesquisa estuda a representação imagética do corpo pobre

[Publicações do MidiAto]

No último Encontro Socine, em outubro, a pesquisadora  Paula Paschoalick, doutoranda da ECA-USP, falou sobre a construção da representação imagética do corpo pobre, em artigo cujo título é “Tá na cara”. O evento foi realizado na Unisul (Universidade do Sul de Santa Catarina), em Florianópolis.

No resumo do trabalho, a investigadora diz que:

A vasta produção cinematográfica brasileira que orbita questões que envolvem as parcelas pobres marginalizadas da nossa sociedade nos faz refletir sobre a construção imagética que retroalimenta nosso repertório simbólico, indicando o que é e como se parece a pessoa pobre.

Esse jogo de representações é o objeto de análise dessa proposta, partindo da análise dos filmes “As melhores coisas do mundo”, de Laís Bodansky (2010) e “Deixa voar”, de Cadu Barcellos (2010)

Veja o resumo expandido do artigo aqui.

Referências: 

PASCHOALICK, Paula. “Tá na cara: a construção da representação imagética do corpo pobre”. In: Encontro Internacional da Sociedade Brasileira de Estudos de Cinema e Audiovisual. Outubro de 2013.

Investigadoras discutem a narrativa sobre a favela no audiovisual

[Publicações do MidiAto]

Debater a favela sob a ótica de cinco produções audiovisuais. Daniele Gross e Paula Paschoalick, do MidiAto, apresentaram dados dessa pesquisana revista GEMInIS, da Universidade Federal de São Carlos. O estudo articula uma análise das narrativas migrantes e suas proposições de perspectivas para o futuro da população favelada brasileiras em obras audiovisuais entre as décadas de 1990 e 2007, período da retomada comercial da produção cinematográfica no país.

Foram analisadas as narrativas fílmicas das produções: “Notícias de uma Guerra Particular”, “Palace II”, “Cidade de Deus”, “Cidade dos Homens” (série) e “Cidade dos Homens” (filme), na tentativa de delinear suas propostas discursivas sobre a favela e principalmente as perspectivas de futuro que cada uma dessas obras apresenta para essa parcela socialmente marginalizada da sociedade.

Referências: 

GROSS, Daniele; PASCHOALICK, Paula. “A favela: narrativas migrantes e perspectivas de futuro em cinco produções audiovisuais”. In: GEMInIS, São Carlos, n. 1, ano 4, 2013.

Artigo discute a relação entre o melodrama e o realismo nas telenovelas brasileiras

[Publicações do MidiAto]

Imagem

 “Modernização da telenovela brasileira: o duplo pacto do melodrama realista” foi o trabalho apresentado por Mariane Murakami no último Encontro Socine, realizado na Unisul (Universidade do Sul de Santa Catarina), em Florianópolis, em outubro.

O artigo teve como objetivo debater a tradicional divisão imposta pelos estudos de telenovela que propõe, historicamente, o abandono da estrutura melodramática que caracterizou seus primórdios a favor de uma proposta realista. A hipótese é de que a noção de melodrama ultrapassa a questão de gênero, configurando-se como um modo pervasivo que se institui em diversos produtos midiáticos. Assim, realismo e melodrama não se opõem, mas se complementam no processo de engajamento do telespectador.

Referências: 

MURAKAMI, Mariane. “Modernização da telenovela brasileira: o duplo pacto do melodrama realista”. In: Encontro Internacional da Sociedade Brasileira de Estudos de Cinema e Audiovisual. Outubro de 2013.

Trabalho reflete sobre documentários em primeira pessoa

[Publicações do MidiAto]

Documentários de busca: o engate autoral em primeira pessoa”. Esse é o nome do trabalho apresentado por Mariana Duccini, investigadora do MidiAto, no último Encontro Socine, realizado na Unisul (Universidade do Sul de Santa Catarina), em Florianópolis, em outubro.

No artigo, Duccini diz quea composição do lugar de autor em documentários de busca articula três instâncias: a que observa/documenta, a que enfrenta as vicissitudes do projeto a que se autodetermina e a que responde pela espessura biográfica de uma vivência pessoal”. Assim, com a observação de Diário de uma busca e Elena, o artigo analisou como as estratégias autorais mobilizam uma ressignificação da memória histórica, no primeiro caso, e uma reordenação da experiência subjetiva, por meio da ficcionalização, no segundo.

Referências: 

DUCCINI, Mariana. “Documentários de busca: o engate autoral em primeira pessoa”. In: Encontro Internacional da Sociedade Brasileira de Estudos de Cinema e Audiovisual. Outubro de 2013.

Trabalhos do Midiato são apresentados na XVI Socine

O XVI Encontro da Socine (Sociedade Brasileira de Estudos de Cinema e Audiovisual) contará com diversos trabalhos apresentados por pesquisadores do grupo de estudos Midiato/ECA-USP. Realizado neste ano no Centro Universitário Senac-SP, o evento discutirá “Cinema Brasileiro e as Novas Cartografias do Cinema Mundial”.

Veja abaixo as mesas com trabalhos de pesquisadores Midiato e os links para os seus resumos expandidos (a programação completa pode ser vista aqui):

09/10, 9h-10h30 – Seminário Temático: Cinema, Televisão e História
História e narrativas audiovisuais: de fato e de ficçãoMarcius Cesar Soares Freire (UNICAMP) e Rosana de Lima Soares (USP)

09/10, 14h-15h30 – Cinema e História
Ficção histórica e memória: códigos narrativos de Netto perde a sua almaEliza Bachega Casadei (USP)

09/10, 16h-17h30 – Escritas de si no documentário
Pois agora me entrelembro: autoficção como potência documentáriaMariana Duccini Junqueira da Silva (USP)

10/10, 14h-15h30 – Cinema e censura
Terror mutilado: Halloween, adequado à classificação indicativaIvan Paganotti

10/10, 16h-17h30 – Estéticas, narrativas e influências audiovisuais na televisão
Mise en écoute: influência da linguagem radiofônica em Hanna-BarberaRafael Duarte Oliveira Venancio (SENAC-SP)
Telenovela contemporânea: entre remediações e redes narrativasMariane Harumi Murakami (USP)

10/10, 16h-17h30 – Cinema e sociedade brasileira
A favela – narrativas migrantes e perspectivas de futuro em cinco produções audiovisuaisPaula Paschoalick (USP) e Daniele Gross (USP)

11/10, 9h-10h30 – Seminário Temático: Cinema, Televisão e História
A estética do amadorismo no cinema e no telejornalFelipe da Silva Polydoro (USP) e Bruno Costa (PUC-Minas)

11/10, 11h-12h30 – Seminário Temático: Gêneros Cinematográficos: História, teoria e análise de filmes
Elementos de circulação viral na ordem da tela cinematográficaAndrea Limberto Leite (USP)

Pesquisadores do MidiAto participam do Encontro Socine 2010

Alguns membros do MidiAto – Grupo de Estudos de Linguagem: Práticas Midiáticas participarão do Encontro Socine 2010 (Sociedade Brasileira de Estudos de Cinema e Audiovisual), na UFPE (Recife), com trabalhos sobre cinema e audiovisual. Abaixo, seguem os temas que foram propostos:

Produções artísticas censuradas do teatro ao audiovisual” (Andrea Limberto)

Tudo que não se inventa é falso: documentário e estética da fabulação” (Mariana Duccini)

Gêneros em migração: convergências e pilhagens no cinema de bordas” (Rosana de Lima Soares)

Para conferir a programação completa, incluindo os horários e salas em que cada trabalho será apresentado, clique aqui (programação em pdf).

Para outras informações, clique aqui para ir ao site do encontro.

Membros do MidiAto apresentarão seus trabalhos no Encontro Socine 2009

Alguns membros do “MidiAto – Grupo de Estudos de Linguagem: Práticas Midiáticas” irão expor seus trabalhos sobre produção audiovisual no Encontro Socine 2009 (Sociedade Brasileira de Estudos de Cinema e Audiovisual). Abaixo, seguem os temas que foram propostos, com os respectivos horários de apresentação:

“Para além dos gêneros: humor e amor em filmes de borda” (Rosana de Lima Soares) – Dia 09/10, das 15:00 às 16:45 hrs.

“Um outro de quem se fala: tensionamento entre identidade e alteridade em A Pessoa é Para o que Nasce” (Mariana Duccini) – Dia 07/10, das 9:30 às 11:15 hrs.

“A reconstrução de traumas da História: a ditadura militar nos filmes da retomada” (Eliza Bachega Casadei) – Dia 07/10, das 9: 30 às 11: 15 hrs.

Disputas por fronteiras e limites de sentido “Entre os Muros da Escola” (Ivan Paganotti) – Dia 09/10, das 9:30 às 11:15 hrs.

“Por um punhado de revolucionários: lençóis históricos e presentes fílmicos no spaghetti western” (Rafael Duarte O. Venancio) – Dia 09/10, das 11:30 às 13:15 hrs.

Veja também outros trabalhos apresentados no Encontro Socine 2009!