Artigo analisa estudos sobre jornalismo investigativo

[Publicações do MidiAto]

A pesquisadora do MidiAto Seane Melo apresentou o artigo “Os estudos sobre Jornalismo Investigativo no campo da Comunicação” no último Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, realizado na UFAM, entre 4 a 8 de setembro de 2013.

No artigo, Seane Melo procura demonstrar como o jornalismo investigativo vem sendo representado no meio acadêmico. A partir da análise de 20 trabalhos científicos apresentados em congressos de Comunicação e Jornalismo, entre 2000 e 2012, o estudo traça os eixos de pesquisa mais explorados sobre o tema e defende que o jornalismo investigativo está em processo de construção enquanto disciplina discursiva (Foucault), isto é, enquanto espaço que delimita os problemas e questões legítimos para estudo e discussão.

Referências

MELO, Seane. “Os estudos sobre Jornalismo Investigativo no campo da Comunicação”. In: XXXVI Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação. Setembro de 2013.

Palavras-chave: jornalismo investigativo; campo acadêmico; disciplina; discurso.

Anúncios

Mestrado vê deslocamento do “olhar estrangeiro” nas representações brasileiras do New York Times

Apresentação online do mestrado de Paganotti

Em sua defesa de mestrado, Ivan Paganotti aponta que o correspondente Larry Rohter, do New York Times, oscila seu posicionamento entre um norte-americano “estrangeiro” e um brasileiro “apropriado” em sua cobertura sobre o Brasil.

O membro do “Midiato: Grupo de estudos de linguagem: práticas midiáticas” defendeu sua dissertação “Pelos olhos de um observador estrangeiro: representações do Brasil na cobertura do correspondente Larry Rohter pelo New York Times”, orientada pela Profa. Dra. Mayra Rodrigues Gomes, perante a banca de avaliação composta pelo Prof. Dr. Eneus Trindade (ECA-USP) e pelo Prof. Dr. José Luiz Aidar Prado (PUC-SP), no dia 31/08, na Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo.

Durante a defesa, o Laboratório Agência de Comunicação da ECA realizou uma pioneira cobertura da apresentação pelo seu twitter. A apresentação do mestrado pode ser visualizada online clicando aqui.

Leia abaixo um trecho da reportagem sobre a defesa de mestrado, publicada pela Agência USP de Notícias.

Imagem do Brasil em textos internacionais depende do tema
Juliana Cruz – Agência USP de Notícias

Após analisar 727 textos do correspondente internacional Larry Rohter, uma pesquisa constatou que a visão positiva do Brasil é mais frequente no campo cultural, esportivo e artístico, enquanto a visão negativa é mais comum no campo político e de conflitos. (…)

De autoria do jornalista Ivan Paganotti, a pesquisa trabalhou com textos do correspondente do New York Times datados de 1985 a 2009. A maioria deles foi escrito com base nas chamadas representações sociais (imagens estereotipadas), como impunidade, tráfico de drogas ou riquezas naturais. Tais estereótipos foram agrupados em quatro tipos de Brasil: o Lama, o Sangue, o Verde e o Confete. (…) Entretanto, de acordo com o estudo, nem sempre as representações sociais são usadas por Larry Rohter com o intuito de serem reafirmadas. “A maioria dos textos trabalha com reprodução das representações sociais, mas também existem aqueles que tentam alterá-las ou questioná-las e, em menor número, negá-las”, declara Paganotti.

Corrupção generalizada, pobreza e insegurança são as representações sociais mais frequentes nos textos, sendo que na maioria deles ocorreu uma reafirmação da ideia já existente. [Continuar lendo]

Banca de mestrado sobre massificação, retórica e jornalismo

O pesquisador Rafael Duarte Oliveira Venancio, membro do “Midiato – Grupo de Estudos de Linguagem: Práticas Midiáticas“, defendeu sua dissertação de mestrado em Ciências da Comunicação intitulada “Massificação e Jornalismo: Retórica e Linguagem no escopo da Comunicação Social” no dia 12 de agosto de 2010, às 14 horas, na Sala da Congregação, no Prédio Central da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo.

Participaram da banca, presidida pela orientadora Profª Drª Rosana de Lima Soares, a Profª Drª Mayra Rodrigues Gomes, da ECA-USP e o Prof. Dr. Cláudio Novaes Pinto Coelho, da Faculdade Cásper Líbero.

A pesquisa foi financiada pelo CNPq (04/2009 a 10/2009) e pela FAPESP (11/2009 a 08/2010). Segue, abaixo, o resumo do trabalho:

O presente trabalho busca analisar, através de um percurso histórico-discursivo, o conceito de massificação dentro das Ciências da Comunicação. Através desse arcabouço construído, o objetivo é analisar as prováveis facetas atuais desse conceito: o jornalismo popularesco – através da análise do Agora São Paulo e do Jornal da Tarde – e das mídias colaborativas digitais. Usando o instrumental dos Estudos da Retórica, da Nova Retórica, da Pragmática do Texto (de Umberto Eco), da Análise do Discurso e da Argumentação Comunicacional, a dissertação busca demonstrar um novo âmbito da questão da massificação: a massa argumentativa, onde a condição massiva não é ontológica a esses membros da massa, o contraponto da elite.

Banca de mestrado sobre fatos históricos e notícias atuais

A pesquisadora Eliza Bachega Casadei, membro do “Midiato – Grupo de Estudos de Linguagem: Práticas Midiáticas“, defendeu sua dissertação de mestrado em Ciências da Comunicação intitulada “Jornalismo e Ressignificação do Passado: Os Fatos Históricos nas Notícias de Hoje” no dia 11 de agosto de 2010, às 14 horas, na Sala de Defesas do Prédio Central da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo.

Participaram da banca, presidida pela orientadora Profª Drª Mayra Rodrigues Gomes, a Profª Drª Rosana de Lima Soares, da ECA-USP e a Profª Drª. Sandra Lúcia Amaral de Assis Reimão, da EACH-USP.

A pesquisa foi financiada pelo CNPq. Segue, abaixo, o resumo do trabalho:

A veiculação de dados históricos pela imprensa é uma das responsáveis por nossa percepção do passado, como herança, e do presente, como seu efeito. Esta pesquisa propõe o estudo das formas a partir das quais o recurso à história se constitui como uma estratégia de semantização do evento jornalístico, com as regras e as complexidades inerentes às práticas midiáticas. Para isso, investigaremos, de um lado, como o passado circunscreve os eventos do presente relatados pelas narrativas jornalísticas dentro de um conjunto de significados já estabelecidos; e, de outro, como é o próprio acontecimento jornalístico já semantizado que constrói o passado e o futuro que servirão de guia para o entendimento do relatado, erguendo, assim, determinados quadros de significação. Utilizaremos os aportes teóricos e metodológicos da Análise da Narrativa e da Análise do Discurso (através dos conceitos operatórios dos “pressupostos” e “subentendidos”, de Oswald Ducrot). E a partir disso, estudaremos, portanto, a forma pela qual, ao evocar a História, o jornalismo invoca a edificação de lugares de sentido.

Comunicação e censura, dos jornais ao teatro

Durante o Seminário Internacional de Comunicação e Censura, organizado pelo Núcleo de Pesquisa em Comunicação e Censura, da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP), pesquisadores do Midiato coordenarão mesas e apresentarão os resultados de seus estudos.

A Profa. Dra. Mayra Rodriges Gomes coordenará duas mesas sobre suas pesquisas em censura política do jornalismo e sobre o controle e a crítica teatral na imprensa. Nessa segunda mesa, duas outras pesquisadoras do Midiato – Andrea Liberto Leite e Eliza Bachega Casadei – discutirão suas pesquisas no Arquivo Miroel Silveira.

18 de agosto, 18h – Mesa 3 – Jornalismo, Censura e Política
Coordenação: Mayra Rodrigues Gomes (ECA-USP)
Participantes:
Sérgio Augusto Soares Mattos (UFRB)
Ari Schneider (Editor Executivo do Jornal O Estado de São Paulo)
Carlos Manoel Chaparro (ECA/USP)
Sandra Reimão (EACH/USP)

19 de agosto, 14h – Mesa 4 – A censura ao teatro nos jornais
Coordenação: Mayra Rodrigues Gomes (ECA-USP)
Participantes:
Andrea Limberto Leite (ECA-USP)
Eliza Bachega Casadei (ECA-USP)

Clique aqui para ver a programação completa o evento.

Blogs íntimos em banca de mestrado

Exemplos de blogs íntimos

A pesquisadora Mariana Della Dea Tavernari, membro do Grupo Midiato, defendeu sua dissertação de mestrado “Blogs íntimos: percursos de sentido no contexto discursivo do meio digital” no dia 2 de outubro de 2009, na Escola de Comunicações e Artes da USP. Participaram da banca a professora doutora Mayra Rodrigues Gomes, da ECA  e a professora da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) Rose de Melo Rocha, bem como a orientadora do trabalho apresentado, professora doutora Rosana de Lima Soares.

A pesquisa foi financiada pela FAPESP e propunha o estudo dos blogs íntimos como objeto central, analisados a partir de uma perspectiva dos Estudos de Linguagem. Segue abaixo o resumo do trabalho:

Ferramentas de publicação e instrumentos de mídia social, os diários virtuais íntimos, blogs de conteúdo temático relacionado ao cotidiano, exploram as potencialidades imersivas e interativas das mídias digitais e compõem percursos de sentidos no labirinto hipertextual anunciando a problemática do descentramento do sujeito, do interdiscurso e da autoria. Partindo de uma perspectiva teórica e metodológica enunciativa e discursiva, percorrem-se as instâncias sintáticas, semânticas e pragmáticas da materialidade do enunciado para investigar as formas de emergência do sujeito no espaço e no tempo e explorar analiticamente fenômenos da contemporaneidade: as articulações identitárias e as formas de subjetivação, o processamento da memória e a relação entre o público e o privado no ciberespaço. Tal metodologia de análise do corpus confere uma visão do objeto não apenas como um componente dos dispositivos de comunicação multidirecionais, mas como uma ferramenta de articulação narrativa de si, marcada por um modo de enunciação específico, diferente daquele dos diários íntimos tradicionais uma vez que o contexto hipertextual altera as condições de produção do discurso. Dessa metodologia baseada na Teoria da Enunciação e na Análise do Discurso de linha francesa depreende-se não apenas os mecanismos lingüísticos de insurgência subjetiva mas também as formas de inserção do sujeito na ordem do discurso.

Os artigos derivados da dissertação de mestrado podem ser encontrados nos seguintes links:

Entre a utopia e o ceticismo: as potencialidades dos diários virtuais no mercado de comunicação nacional (artigo apresentado XXX Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação em Santos, SP de 2 a 6 de setembro de 2007)

As representações do sujeito pelos labirintos do ciberespaço (artigo apresentado no XXXI Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação em Natal, RN de 2 a 6 de setembro de 2008)

Identificações discursivas e representações da morte no ciberespaço (artigo apresentado no XXXII Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação em Curitiba, PR de 4 a 7 de setembro de 2009)